Bruno Motta

as 12h24

O tarô e a taróloga

Comentários

Liliane Prata, agora, além de escritora juvenil Best-seller e colunista da Capricho... também lê jogos de tarô. E tem lido bem, aprendido novos métodos. Quando falei com a Marcela Leal que ia fazer umas leituras pra ver algumas coisas ela foi categórica “tenho medo. Tarô dá muito certo”. E lá fui ver com a Lili como está meu caminho próximo. O mais legal é se sentir confortado com uma imagem mais clara das coisas que a gente sente ou sabe.

Apareceu muitas vezes no jogo das diversas perguntas que fiz um fator curioso: a Justiça. No tarô isso quer dizer que vou ter o que colhi, justo e medido. Sem o fator “sorte”. Não vou ser desses que está andando na rua e é descoberto pra fazer novela na Globo, compra um bilhete de loteria sem querer e tira a mega-sena, vai na festa errada e acaba conhecendo o amor da vida. Vou ter que batalhar e plantar pra colher depois.

Bom, melhor saber isso que ficar comprando jogos de loteria. Não é?

Espalhe por aí:
  • Digg
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • Netvibes
  • RSS
  • Twitter

CONTATO: contratebrunomotta@gmail.com

Um dos principais humoristas stand up no Brasil, Bruno sempre se mete em enrascada. Ator, redator - e se necessário, apresentador e galã de novela - mas sempre com tempo de contar suas aventuras aqui.