Bruno Motta

as 02h55

Eu desejo...

Comentários

Meu espetáculo solo se chama "DE PÉ", que é, claro, uma brincadeira com o termo "stand up comedy".

Eu encerro com um poema atribuido erroneamente a Victor Hugo, mas que recentemente descobri ter sido originalmente escrito em 1980, por um jornalista gaúcho chamado Sérgio Jockman - e que se chama "Votos". Alías, se você já leu este poema em algum outro site "assinado" pelo autor errado, entre em contato para informar a correção. Afinal, as belas palavras de Jockman merecem o devido crédito.

De qualquer forma, desde que conheci o texto, fiz dele minha oração diária. Sao tambem meus votos para esse ano, e eu rezo assim:

Eu desejo primeiro que você ame.
E que amando também seja amado,
E que se não for, que seja breve em esquecer
E que esquecendo, não guarde mágoa nem rancor.

Eu desejo que nem seja assim,
Mas que, se for, que possa ser sem se desesperar.

Eu desejo também que você tenha amigos.
E que mesmo maus e inconseqüentes,
Eles sejam corajosos e fiéis,
E que em pelo menos um deles você possa confiar sem duvidar.

E porque a vida é assim, eu desejo também que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos, mas na medida exata para que, algumas vezes,
Você se questione a respeito das suas próprias certezas.
E que dentre eles, haja pelo menos um que seja muito justo,
Para que você lamente essa inimizade.

Eu desejo, além disso, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
Mas que uma vez por ano você possa o encarar e dizer
"Isso é meu", para ficar bem claro quem é o dono de quem.

Eu desejo que você seja útil, mas nunca insubstituível.
E que nos maus momentos, quando parecer não restar mais nada,
Essa utilidade seja o suficiente pra manter você
De pé.

(O poema continua. Na verdade, na versão original, a estrofe sobre o dinheiro é a penúltima. O poema segue assim)

Da mesma forma, eu desejo que você seja tolerante
Mas não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
E sim com os que erram muito e irreparavelmente.
E fazendo bom uso dessa tolerância, que sirva de exemplo aos outros.

Eu desejo que você, se for jovem, não amadureça depressa demais.
E se for maduro, não insista em rejuvenescer,
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor
É necessário senti-los passar por nós.

Eu desejo ainda que você seja triste, não o tempo todo, apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso
E o riso constante é insano.

Com a maior urgência
Eu desejo que você descubra que,
Apesar de tudo e à sua volta,
Existem oprimidos, injustiçados e infelizes.

Eu desejo que você acaricie um gato,
Alimente um pássaro
E ouça o bem-te-vi erguer triunfante seu canto matinal.
Porque, dessa maneira, você vai se sentir bem por nada.

Eu desejo também que você plante uma semente,
Por menor que seja,
E acompanhe o seu crescimento.
Assim você saberá de quantas vidas é feita uma única árvore.

Eu desejo ainda que nenhum de seus afetos morra.
Mas quando isso acontecer,
Que você possa chorar sem se lamentar
E sofrer sem se culpar.
Eu desejo, por último, que você sendo um homem, tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher, tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e no dia seguinte. E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Que ainda exista amor para recomeçar.

E se tudo isso acontecer,
Eu não tenho nada mais a desejar.

("Votos", de Sérgio Jockman)

Espalhe por aí:
  • Digg
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • Netvibes
  • RSS
  • Twitter

as 15h45

Moedinha Número 1

Comentários

Esqueci que ANTES de fazer minha mala tinha que arrumar minha coleção de revistinhas que acabei de trazer de BH. Só material Disney, principalmente Tio Patinhas (com edições desde 1975), Almanaque Disney, Almanaque do Professor Pardal e Disney Especial (aquelas grossas com temas tipo "Os Colecionadores" e tudo mais).

Vou arrumar umas prateleiras pra elas... depois é fazer as malas com um monte de roupas de frios pra aproveitar a promoção que eu achei pra Barcelona 6 meses atrás. Agora que vi o frio que tá fazendo lá eu entendi a promoção...

Vou aparecer esporadicamente, escrevendo alguma coisa aqui e e no Twitter. Pra todos um 2010 como as aventuras do Tio Patinhas com os sobrinhos, cheias de aventuras, algumas lições de vida e tesouros esporádicos.... cuidado com os Metralhas e com as Magas Patalógikas no caminho e cuidem de suas moedinhas número 1!

Espalhe por aí:
  • Digg
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • Netvibes
  • RSS
  • Twitter

as 15h50

A ironia de Chico

Comentários

Nessa terça vai ao o especial de dos maiores mestres do humor no mundo. Se Chico Anysio tivesse nascido em qualquer país de língua inglesa, seus quase 200 personagens teriam substantiva importância no planeta. Por algum motivo kármico, Chico veio ao Brasil, e não ao mundo. Um país que esquece rápido.

O Cara sempre deu espaço a comediantes que, com idade avançada, não tinha mais lugar no mercado. Reservava a todos eles cadeiras na Escolinha ou personagens importantes em seus quadros. Mas e agora? Quem vai dar espaço para Chico Anysio? Entre Malhação e um quadro no Zorra, o maior humorista deste país ganhou um programa na Globo com todos os seus personagens. Nada de novo, mas é o que Chico faz de melhor. Era essa a idéia de quando estreou na TV, combinar diversos personagens de um mesmo ator num lugar só: Chico City. Houve profissional de outro país que não acreditasse que eram todos o mesmo. "Brilhante elenco de comediantes", diziam ao Boni, que tinha que explicar e mostrar: são todos um homem só.

O programa desta semana acontece num navio, que eu espero sinceramente que ancore num espaço qualquer da grade da Globo. E viva o Chico!

Espalhe por aí:
  • Digg
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • Netvibes
  • RSS
  • Twitter

CONTATO: contratebrunomotta@gmail.com

Um dos principais humoristas stand up no Brasil, Bruno sempre se mete em enrascada. Ator, redator - e se necessário, apresentador e galã de novela - mas sempre com tempo de contar suas aventuras aqui.