Bruno Motta

Encerrei minha participação no Comédia em Pé, no Rio um pouco mais cedo, às 20hs. O objetivo era sair com mais tranquilidade para chegar no meu show em Juiz de Fora, no bar Crize! às 23:30 (incrível. É um dos primeiros bares de comédia bem montados no Brasil). Eu tinha o dobro do tempo necessários para fazer a viagem.

Do Rio para Juiz de Fora são aproximadamente 2 horas. Mas - e aí tem uma pegadinha, hein - se o motorista ERRA o caminho e vai para o OUTRO LADO a viagem demora MAIS QUATRO HORAS. É só olhar nesse mapa. Não sei onde ele se confundiu, mas na hora em que acordei (eu estava dormindo, por isso não vi) estavámaos em Barra Mansa. Note no mapa aqui que é do outro lado. Ok. Eram dez da noite e de lá para JF, ao que parece, são aproximadamente duas horas.

Só que o motorista quis "compensar". Até aí, tudo bem, andar a 120 numa rodovia de limite 110 é algo que todo mundo faz. Passar na frente da Polícia Rodoviária Federal a essa velocidade... não. O policial Tadal (no fiel cumprimento de seu dever) nos lembrou isso e muito mais num longo sermão que ao que parecia ia nos levar para a cadeia. Ele não ia soltar a gente. Mesmo. Conferiu CPF, carro e tudo mais que podia. E aí (alguém deve ter) lembrado a ele que já tinha me visto na TV. Eu já fiz Altas Horas, Fantástico, Zorra Total, Show do Tom e até o finado Olha Você, mas ele se lembrou de mim por causa do Superpop.

Do SUPER POP. Falem o que quiserem da Luciana Gimenez. A partir de hoje, só falo bem dessa mulher.

Cheguei duas da manhã para fazer o show para os 75% do público que pacientemente esperou (obrigado, JF!). Mais de duas horas de atraso. Eu devia ter saído do Comédia em Pé na hora do almoço.

Espalhe por aí:
  • Digg
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • Netvibes
  • RSS
  • Twitter

Papai fez sua primeira viagem internacional semana passada, acompanhando um aluno que ele orienta numa feira de Ciências (leia aqui... e ainda tem foto do papai). O trabalho, um foguete com motor de não-sei-como-funciona ficou em terceiro lugar.

Mas era impossível competir com o primeiro: uma aluna que gosta de besouros. Um dia ela guardou suas preciosas larvas de seus novos besouros numa caixa de isopor e foi dormir. Ronc, ronc... não era o som do ronco da garota, e sim das larvas comendo a caixa de isopor. A garota abriu a larva e isolou o que destrui sua caixinha: uma bactéria que DIGERE ISOPOR!!! Sim, senhoras e senhoras e otimistas de plantão, finalmente, um fim para o isopor.

Não tenho mais notícias porque a descoberta é tão recente que nem foi divulgada ainda. Assim que eu souber mais, aviso. :)

Espalhe por aí:
  • Digg
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • Netvibes
  • RSS
  • Twitter

as 22h09

Semana do Otimismo

Comentários

Quarta feira agora é "dia do otimismo". Quando eu era guri, no meio dos anos 80, não tinha imagem mais otimista pra mim que a coleção de figurinhas dos Ploc Monsters. Eu achava muito divertida a idéia de monstros, com nome de gente, todos sorridentes no poster de transfix que todo mundo tinha pendurado no quarto e toda mãe sonhava em fazer "desaparecer". Era legal você "aceitar" o seu monstrinho, achar aquela figura bizonha parecida com você de alguma forma.

Acontece que, um dia, meu poster sumiu. Su-miu. Eu, otimista e bem humorada desde criancinha, me enchi de esperança de encontrar. Procurei em todos os lugares, tentei entender o sumiço - claro que hoje eu tenho certeza, e mais nenhuma dúvida: foram os monstrinhos ploc monster que arrancaram ele da parede do meu quarto. Claro!

Quem quiser ver se o seu nome está nessa imagem, clique para abrir maior.



Espalhe por aí:
  • Digg
  • Facebook
  • Google Bookmarks
  • Live
  • Netvibes
  • RSS
  • Twitter

CONTATO: contratebrunomotta@gmail.com

Um dos principais humoristas stand up no Brasil, Bruno sempre se mete em enrascada. Ator, redator - e se necessário, apresentador e galã de novela - mas sempre com tempo de contar suas aventuras aqui.